Lua Nova aos 26-27º de Touro e o filme O Substituto

SÍMBOLOS SABEUS  

 Lua Nova aos 26-27º de Touro, nos preparando para o mês de Gêmeos,  em 18/05/2015 às 01h13 (horário de Brasília), em conjunção com a Estrela Algol .

Clique na imgem para  ampliá-la

Clique na imgem para ampliá-la

O estudo  das estrelas fixas  vem desde a antiguidade, e segundo esses  Astrólogos,  Algol  é uma estrela considerada malévola, associada à morte e dor. 

Localizada na constelação de Perseu, representa a cabeça da Medusa, uma personagem mitológica mencionada  desde a fase matriarcal da Humanidade. 

Nesta fase  é uma das três irmãs górgonas  – monstros  com cabeça aureolada de serpentes enfurecidas  –  representantes das  forças pervertidas dos  impulsos da  sociabilidade, sexualidade e espiritualidade. Medusa corresponde ao  impulso  espiritual e evolutivo  pervertido na estagnação  vaidosa.  (Dicionário de Símbolos) 

Em uma  versão posterior do mito  relatada pelo poeta romano Ovídio,  Medusa teria sido originalmente uma bela donzela, “a aspiração ciumenta de muitos pretendentes”, sacerdotisa do templo de Atena. Um dia ela teria cedido às investidas do “Senhor dos Mares”, Poseidon (Netuno) , e deitando-se com ele no próprio templo da deusa Atena; a deusa então, enfurecida, transformou o belo cabelo da donzela em serpentes, e deixou seu rosto tão horrível de se contemplar que a mera visão dele transformaria todos que o olhassem em pedra. Na versão de Ovídio, Perseu descreve a punição dada por Atena à Medusa como “justa” e “merecida” (fonte) 

De qualquer forma, trata-se de uma personagem mitológica relacionada ao medo, abuso do poder  e à culpa pessoal. Veja como alguns pintores retrataram  Medusa, clique aqui.

Por outro lado, as palavras  Medicina e Medusa possuem a mesma raiz indoeuropeia (MED)  que expressa a ideia de refletir e tomar as medidas adequadas, bem como, da necessidade do cuidar (fonte). Médicos algologistas tratam de dor crônica, não é mesmo? Algologia = ciência que estuda a dor, suas formas e tratamentos. 

Pois bem,   Algol  faz conjunção com o  casal celestial, indicando que  não há como ignorar o sofrimento e a dor perante o confronto e assimilação de dura  experiência. Este ciclo tem duração de 29 dias. 

Segundo a Astrologia Cabalística estamos na parte  terrena de Netzach , a Sefirá de

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

Vênus,  na coluna da Misericórdia,  esfera onde aprendemos a confiar e permanecer.   

“UMA VELHA ÍNDIA VENDENDO COLARES DE CONTAS ” é o  símbolo correspondente ao grau desta  Lua Nova de Touro  signo do elemento  TERRA – FIXO.

Segundo  Dr. Marc Edmund Jones (The Sabian Symbols in Astrology, 1953) o símbolo pode ser sintetizado na  palavra DESAPEGO e representa  a indiferença  anímica nas  trivialidades da vida    e interesse  no mundo  interior e suas  habilidades, talentos, significados, valores e ideais.  A índia ganha sabedoria através da experiência, preservação e troca de conhecimento  cultural .  A venda representa o movimento de prosperidade da vida através da oferta e recebimento de valores.  

  •  No aspecto positivo :   talento criativo, originalidade, dignidade. 
  • No aspecto negativo :  isolamento social e baixa autoestima.

A cruz cósmica fixa  desta lunação é formada pelos seguintes  símbolos:

26-27º   Touro Uma velha índia  vendendo colares de contas – Indiferença, Criatividade, Vinculação.
26-27º   Leão Um amanhecer – Gênesis, Esperança, Início.
26-27º   Escorpião Uma banda militar desfilando – Coragem,  Mobilização, Exteriorização.
26-27º   Aquário Um antigo caldeirão de barro cheio de violetas – Tradição, Ancoragem, Comedimento.

Mas o que os símbolos desta cruz cósmica FIXA lhe sugerem? Talvez o filme  O SUBSTITUTO  lhe ajude a entender a interação dos mesmos e a superar obstáculos.

Lembre-se que  o ano de 2015-16  se desenrola sob os auspícios da Lua Nova no último grau de Peixes,  cujo  símbolo O Grande Rosto de Pedra  é que dá o tom para este ano. Veja Lua Nova aos 29-30º de Peixes e o filme  O Hobbit 3 – A Batalha dos Cinco Exércitos.

Portanto, em qualquer situação neste mês, procure desapegar-se como fazem alguns monges tibetanos: após construir complexas  mandalas, observam-na por alguns segundos e depois a destroem. 

Mas fica aqui uma pergunta: até que ponto, evitar envolvimentos é sinal de desapego?

 

FIXAÇÃO DO TEMA

“Não se cansa de estar sempre a mudar’? (Tanya)

 Escolhi para fixação do tema o filme O Substituto  (título original: Detachment ) Drama,   2013  (EUA ) , dirigido pela Canceriano  Tony Kaye.

 O Ariano  Adrien Brody  interpreta Henry Barthes    e  a Aquariana Sami Gayle , Erica.

 Sinopse: Henry Barthes (Adrien Brody) é um professor de ensino médio, que apesar de ter o dom nato para se comunicar com os jovens, só dá aulas como substituto, para não criar vínculos com ninguém. Mas quando ele é chamado para lecionar em uma escola pública, se encontra em meio a  professores desmotivados e adolescentes violentos e desencantados com a vida, que só querem encontrar um apoio para substituir seus pais negligentes ou ausentes. Sofrendo uma crise familiar, Henry verá três mulheres entrando em sua vida e vai começar a perceber como ele pode fazer a diferença, mesmo que isso venha com um alto custo. (fonte)

Segundo Dane Rudhyar o dom oferecido a Touro é o  desapego, para que se possa abandonar voluntariamente, sem dor e angústia, aquilo que um dia, inevitavelmente, terá que ser  abandonado.

Assim, o processo de desapego, nos cinco últimos graus de Touro (estamos bem próximos de Gêmeos) é composto pelas seguintes etapas:

    • Cultivar a permanência :  Saiba dizer não e encontre novas e inteligentes  maneiras  para usar o que tem para  atingir os objetivos
    • Cultivar valores intrínsecos: Produza. Seja criativo. Trabalhe em projetos que lhe  deem prazer. Evite subestimar o que tem a contribuir. Retirar-se, jamais!
    • Viver o presente e cultivar a serenidade: reconheça as oportunidades e saiba aproveitá-las. Evite desistir cedo demais com medo de não conseguir o que realmente deseja;
    • Cultivar a cooperação: Diferentes pontos de vistas sempre existiram, existem e existirão.  Saiba ouvir e discutir, evitando arguir sobre coisas insignificantes. Lembre-se que duas cabeças pensam melhor que uma e
    • Cultivar a motivação: Valorize as realizações das outras pessoas . Observe e modele comportamentos bem-sucedidos; Evite a indiferença.

Assim, se vive e sente o que escreveu  Albert Camus: “E eu nunca me senti tão imerso e ao mesmo tempo tão desapegado de mim e tão presente no mundo”.

Estamos diante da  história de um  professor que escolhe ser substituto, devido à dificuldade estabelecer vínculos, tanto no plano pessoal quanto profissional. O apego ao passado o faz viver uma vida de inconstância , solidão e falta de amor.  A morte de um parente,  demissão da diretora da escola,  o suicídio de uma pessoa próxima são alguns exemplos corriqueiros de impermanência, que embora duros, precisam ser enfrentados e assimilados. 

Devido ao medo de  envolvimento, a história de Barthes decola somente nas últimas cenas . Ficamos sem saber se  supera os desafios inerentes aos relacionamentos  ou  se consegue vivenciar todas as fases do processo final de desapego, vivendo sem se prender.

 Finalizando, eu  sugiro que cada um assista ao filme e perceba as relações que podem ser feitas com a própria vida, principalmente  se o  eixo Touro-Escorpião    for evidente em seu Mapa Natal .  Dicas :  foque nas atitudes dos personagens e/ou  preste atenção nos insights.

Você já sabe, mas sempre é bom lembrar : Este filme é apenas uma referência e não esgota o assunto. Outros filmes poderão ser encontrados que expressem a interação dos símbolos. 

Orientações Sabianas  para o mês acesse  Revistas Em Condomínios. 

Vamos descobrir o seu filme? Acesse aqui. 

Sonia Beth
sobeh@terra.com.br
(11) 9.5210-2662

Assista ao filme completo :

Fonte de Pesquisa :

CHEVALIER, Jean & GHEERBRANT, Alain – Dicionário de Símbolos – 2007 – José Olympio.
JONES, Marc E. – The Sabian Symbols in Astrology -1993 – Aurora Press
ROCHE, Diana E. – The Sabian Symbols – 2010- Astrology Classics.
RUDHYAR,  Dane – Tríptico Astrológico – 1995 – Pensamento.

Publicado em Touro | Marcado com , , , | Deixe um comentário